A novíssima cara da MPB carioca se chama Bala Desejo

Bala Desejo
04/02/2022

A Bala Desejo nasceu digitalmente com ​​o EP “SIM SIM SIM”, que saiu através do selo Coala. Dora Morelenbaum, Julia Mestre, Lucas Nunes e Zé Ibarra contam que foi em 2020 – em quarentena, morando juntes – que começou a borbulhar uma vontade de criar algo que conversasse com o delicado momento.

O projeto é a união de quatro forças que já aconteciam (e seguirão acontecendo) sozinhas. Mas que decidiram acontecer em conjunto. A história toda vem de antes, no começo da década passada, quando os quatro se conheceram na escola e se tornaram melhores amigos. Mas começou a tomar a atual forma nos primeiros meses da pandemia. Com o saco cheio do isolamento compulsório, Julia ligou para cada um dos outros três: “Não quer vir morar aqui em casa?”. E ouviu três vezes a mesma resposta: “Claro que topo”.

Seus nomes já estão nas plataformas de streaming com suas carreiras solo, embora sejam todes muito jovens. Dora e Júlia possuem 25 anos, Zé Ibarra tem 24. Lucas Nunes tem 26 e, segundo o Jornal O Globo, foi o braço direito de Caetano Veloso na produção de seu mais recente álbum, “Meu coco”.

Os quatro construíram canções libertárias, com sabor de MPB dos anos 1970 (mas como sonoridade atual) como “Baile de Máscaras (Recarnaval)”. O resultado aponta para uma direção otimista, mirando não o buraco, mas a porta de saída, o futuro viável, o reencontro, o caminho de volta pra rua – over the rainbow e além do horizonte.

Voltar ao Blog
¿Qué quieres buscar?

Por favor, gira tu dispositivo para ver la web